Curta!

Resenha | Nunca olhe para dentro (NOPD) ♡

30 de outubro de 2017


O livro resenhado no post de hoje deveria vir com um grande aviso escrito “RISCO DE LÁGRIMAS” logo na primeira página, pois é isso que acontece quando você o lê, chora muitoooo.
Amanda sempre me surpreende no quesito escrita, como foi dito no postde primeiras impressões. Com sua escrita fantástica e marcante, seus personagens únicos e especiais, seu capricho com o livro e seu amor colocado em cada palavra ela surpreende qualquer um e assim me conquistou logo no prólogo.
Nunca olhe para dentro é uma obra que prende o leitor na primeira frase e aborda temas fortes e polêmicos, como homofobia e violência doméstica, Amanda conscientiza quem lê e nos faz refletir sobre esses e outros assuntos.

Betina é uma garota talentosa e diferente das demais, é conhecida em Ostala, a cidade onde vive, como prodígio por pintar desde cedo quadros fantásticos, porém com apenas oito anos em sua primeira exposição e grande noite a garota perde seus pais em um terrível e grave acidente de carro e com isso sua vida muda completamente, é obrigada a morar com sua tia Cecília, que se mostra cruel e a deixar a arte no passado, junto com seus  amados pais.
Doze anos se passa e Betina ainda sofre o luto da perda e não desiste de saber o que realmente aconteceu na noite que transformou a sua vida, ainda quando jovem o caso é arquivado e deixado de lado e por ser menor e estar sobre a tutela de sua tia, não consegue reabrir o caso, mas ela não está disposta a se dar por vencida e continua a investigar o que aconteceu naquela noite que ainda a atormenta, por conta própria Betina uni força e com a ajuda de seus amigos, Paola e Caio, vai atrás de respostas.
Com a força e ajuda de Paola sua melhor amiga mantém um ritual em homenagem ao seus pais, toda sexta-feira no local do acidente ela leva três Narcisos amarelos e mantém a mmemória que ainda resta viva em sua mente e alma.
Sua relação com Cecília é difícil e turbulenta, a mesma arruma problemas e motivos para brigar e judiar da garota e junto com seus namorados infernizada sua vida, a violenta física e psicologicamente, a proibe de ter amigo e destrói qualquer coisa e forma de amor que ela possa ter.
Mesmo tendo deixado a arte de lado por conta de sua relação com a tia continua a respira-la e a mantem viva em sua memória, usa da mesma para classificar os sentimentos e emoções com cores e de todas as cores tem medo de se tornar preto.
Em meio a tanto sofrimento em sua casa a garota conhece alguém que pode ser capaz de mudar a sua vida e trazer cor ao seu preto e branco. 

Essa é uma história que tem o poder de deixar qualquer um vermelho e amarelo. Eu simplesmente amei o livro e chorei muito, mas muito mesmo. Amanda com suas palavras tem o poder de mudar a vida das pessoas e nos faz olhar para dentro e amar todas as llembranças que temos. Uma observação que não poderia faltar no post é que a capa e a diagramação o do livro está excelente.

Livro Resenhado: Nunca olhe para dentro (NOPD)
Autora: Amanda Ághata Costa
Páginas: 610
Editora: Independente
Gênero: Romance
Preço: de 3,99 até 6,99.
Onde Comprar: Amazon.

Essa é uma história que vale a pena ser lida e com certeza deve ser olhada para dentro. Se você já leu NOPD me conta o que achou e se não leu essa é uma obra que eu super indico.
Beijinhos, xoxo:
 Ana Julia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário